Nesta quarta-feira, dia 15 de maio, aconteceu a inauguração da Escola de Música Professor Espedito José de Souza, no Parque Alvorada.  A iniciativa é da prefeitura, por meio do Departamento de Cultura. Além do ato inaugural, teve show com a Orquestra e Coral da UTFPR.

       A Escola Pública de Música fica em um espaço revitalizado pela prefeitura. "Agora temos um local adequado para as nossas oficinas de música. A prefeitura está proporcionando um espaço físico adequado e aconchegante para estas atividades", relata o diretor de Cultura, Vilmar Mazzetto.  

      A iniciativa também oportunizou uma importante homenagem para perpetuar o trabalho do maestro e professor Espedito José de Souza, que chegou em Beltrão na década de 1960. Ele faleceu dia 07 de fevereiro de 2020, aos 78 anos. Participaram da cerimônia a sua esposa Eronita, os filhos Pablio e Pâmera, dentre outros familiares.

        "Homenageamos uma pessoa de grande relevância para a nossa música, cultura e educação, em especial no comando na nossa Banda Municipal. O professor Espedito deixou um exemplo de vida e um importante legado, por isso merece o nosso respeito e reconhecimento", enfatiza o prefeito Cleber Fontana.

     Compuseram a frente de honra o prefeito Cleber Fontana, com a primeira dama Joice, vereadores Tupi Prolo (presidente da Câmara), Jean Emiliano, Ronaldo Bizotto e Silmar Gallina, o diretor de Cultura Vilmar Mazzetto, o Agente Regional de Cultura, Gabriel Elvas, o mastro Nell Motta, coordenador do espaço, o padre José Maria e familiares do homenageado.

                                            Histórico do homenageado

       Espedito José de Souza nasceu em Minas gerais e aos 12 anos mudou-se para o Rio Grande para estudar e ingressar na vida religiosa. Voltou a rever os pais somente 10 anos depois, quando tinha 22 anos de idade. Com o passar do tempo descobriu que a sua verdadeira vocação era a cultura, a música e a educação.

       A sua relação com a cidade e o povo de Francisco Beltrão começou em 1964, quando embarcou em Curitiba com destino ao Sudoeste. Aluno do Colégio La Salle, Espedito aprendeu a tocar violino. Daí em diante foi conhecendo outros instrumentos musicais e criou o conjunto musical dos Irmãos Lassalistas.

       Formou-se em letras e inglês e lecionou na rede pública de ensino até 1.993. Foi pioneiro do Colégio Estadual Mário de Andrade, onde se aposentou como professor pela rede estadual de ensino.

        Na vida familiar Espedito casou-se com Eronita Pierucini de Souza, com quem teve três filhos, Pâmera, Pablio e Maichael. Com o passar do tempo chegaram os netos.

       A história do Maestro Espedito em Francisco Beltrão também se destaca pelo trabalho que dedicou por longos anos para a Banda Municipal. Além da música, dedicou-se à literatura e escreveu mais de 50 poesias, onde expressou as suas experiências da vida, a saudade do passado e os acontecimentos que marcaram sua trajetória.

Assessoria de Comunicação e Imprensa Prefeitura de Francisco Beltrão