O ator Paulo Betti, um dos mais renomados do Brasil e com quase 50 anos de carreira, estará em Francisco Beltrão na próxima quinta-feira, dia 13 de junho, para uma apresentação gratuita no Espaço da Arte, às 20h00. O ingresso é gratuito, mas é preciso retirar com antecedência no Espaço da Arte para não ultrapassar a capacidade de público. O espetáculo faz parte das comemorações dos 50 anos de fundação e 40 anos de operação da Itaipu Binacional. A vinda a Beltrão tem parceria com a prefeitura, por meio do Departamento de Cultura.

      "Autobiografia Autorizada", um monólogo de Paulo Betti, é dirigido por Juliana Betti e Rafael Ponzi.  O espetáculo, que marcou a comemoração dos 40 anos de carreira de Paulo em 2015, foi construído pelo próprio artista, que se inspirou nos textos escritos em grandes blocos durante a adolescência, onde também fazia colagens de fatos da época, e também nos artigos semanais que escreveu por quase trinta anos para o jornal da cidade, onde foi criado.

       Paulo Betti, de 71 anos, saiu do mundo rural onde o avô, um imigrante italiano, trabalhava a meia para um fazendeiro. Filho de uma camponesa analfabeta, que mudou para a cidade onde foi empregada, mãe de 15 filhos (Paulo é o décimo quinto, temporão, dez anos de diferença de seu irmão mais novo). Seu pai era esquizofrênico.

        Apesar disso, estudou em boas escolas, cursou um Ginásio Industrial em tempo integral, se formou pela Escola de Arte Dramática da USP e foi professor na Unicamp. O testemunho do ator, autor e diretor, que vai representar pai, mãe, avó e muitos outros personagens da própria vida, levará ao público uma peça divertida e emocionante.

       Segundo Paulo, lendo as anotações que ele fez no decorrer de quase uma vida inteira, chegou à conclusão que, o tempo todo, se preparou para revelar as extraordinárias condições que o levaram a sobreviver e a contar como isso aconteceu. "Minha fixação pela memória da infância e adolescência, passada num ambiente inóspito e ao mesmo tempo poético, talvez mereça ser compartilhada no intuito de provocar emoção, riso, entretenimento e entendimento", completa Betti.

FICHA TÉCNICA 

Texto e Interpretação: Paulo Betti

Direção: Juliana Betti e Rafael Ponzi

Elenco: Paulo Betti

Cenário: Mana Bernardes

Figurino: Leticia Ponzi

Iluminação: Dani Sanchez e Luiz Paulo Neném

Direção de Movimento: Miriam Weitzman

Programação Visual: Mana Bernardes

Trilha Sonora: Pedro Bernardes

Fotografia: Mauro Khouri

Assistente de Direção: Juliana Betti

Coordenador de Produção: Fabrício Chianello

Produção: Ymbu Entretenimento

Realização: Itaipu Binacional

Assessoria de Comunicação e Imprensa Prefeitura de Francisco Beltrão